Pesquisar este blog

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Quem você é?


Não quero dormir (são 03:57 da madrugada), não que tenha alguma coisa legal pra fazer, só estou desempenhando o papel que todos desempenham: estou esperando.
Esperar o que? Você deve estar se perguntando.
Bom, vou começar do começo, o ser humano tem em seu instinto a necessidade de mudança, então o que se faz exatamente quando não se consegue mudar as coisas por si mesmo? Esperamos. Esperamos na intenção de, talvez, as coisas mudarem sozinhas, ou então alguém muda-las, não temos muita fé nisso, mas nossa esperança se torna maior que a insistência. E é isso que fazemos na maior parte da vida: esperamos.
Esperamos mudar de emprego;
Esperamos uma oportunidade;
Esperamos uma forte amizade;
Esperamos um grande amor;
Esperamos... Esperamos... Esperamos...
Porém a vida não tem misericórdia, quando ela te bate é para valer, aí o que fazemos? Mentimos.
Vamos começar do começo, ou melhor, de outro começo, vivemos apanhando: do emprego, do dinheiro, da solidão, e de um monte de carrascos que nasceram para isso, nós choramos, se lamentamos, dizemos às vezes que está tudo acabado, mas lá no fundo não é isso que acreditamos, acreditamos que somos capazes, essa é a mentira, calma aí! Não me interprete mal, essa é uma mentira boa, alguns chamariam de fé, mas acho que soa meio religioso, por isso a chamo assim.
Dizemos que não vamos mais lutar por nada, mas isso é impossível, você já viu alguém continuar vivendo ignorando tudo de forma séria? Nem eu!
A vida é curta, muito mesmo. Gastamos grande parte dela dormindo, outra grande parte trabalhando ou estudando, porém fazer o que é mesmo importante é pouco, pouco mesmo.
O que você faz todos os dias (já perguntei todos os dias porque provavelmente você vive numa desoladora rotina)?Acorda cedo, pega o ônibus, vai para o trabalho, pra escola vem pra casa (sempre moído, por mais que seu trabalho seja fácil), chega em casa, fica olhando TV depois vai dormir ou fica mexendo no computador até a madrugada.
Mas agora falando sério, tudo que eu disse até agora, é a vida da maioria de nós, essa coisa chata de sempre, SEMPRE!
Possuímos sonhos, mas quantos dos que sonharam em ser escritores ficaram mundialmente conhecidos? Quantos dos que sonhavam em ser renomados atores ganharam um Oscar?
Bastante gente, mas não comparado a 7 bilhões de sonhadores.
Faço um esforço danado pra aconselha-los, pois sei que falar é fácil, sei que o gás que você ganha depois de ter uma ideia, uma oportunidade ou uma promoção é passageiro, que seus defeitos vão te aplaudir por um tempo, mas depois vão se deitar encima de ti e te tirar toda a força de vontade. Porém quem é você? Uma pessoa que desiste definitivamente de tudo, ou que se debate tentando se livrar do que te prende.
Eu comecei a escrever esse texto para mim mesmo, para dizer o quanto sou mais um, mas existe uma certa “vibe” em escrever(descobri isso agora). É como se eu conversasse com o texto e ele me dissesse isso tudo de positivo que escrevi.
E agora que eu descobri, agora que descobri que o mundo não é reservado para os vencedores, é reservado para os que não desistem. Talvez você chegue ao final da sua vida com os mesmos defeitos que te prendiam de crescer, talvez com os mesmos sonhos que não conseguiu realizar, talvez você não fique famoso, mas o que é mais importante: você orgulhar essa sociedade hipócrita, ou orgulhar a si mesmo? O que mais vale pra você: a conquista ou o esforço pra conquistar? A conquista mostra o que você ganhou, porém o esforço mostra o que você é.
As coisas mais importantes da vida não estão expostas em um lugar onde todos possam ver e aplaudir, que amanhã ou ano que vem, estarão destruídas pelo tempo, ou esquecida pelas pessoas. As coisas mais importantes estão em um lugar seguro, um abrigo quente e aconchegante, estão no coração.
Então só tenho isso a dizer: não seja o que você tem, seja o que você é.
As pessoas talvez não aceitem, a sociedade é assim, porém nascer pra agradar os outros não é viver para si mesmo, é perder tempo, e como eu já disse, já perdemos tempo o bastante.
Bom, deixo essas dicas, está tudo de uma forma bem informal, mas como eu já disse, era para eu mesmo, porém espero que este texto te faça entender um pouco mais como funciona a vida, porém você só vai entender como funciona toda a vida quando vive-la, e não apenas estar nela.  

Nenhum comentário: