Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Quando o amanhã não existe



Mais um dia se passou, porém desde o dia da tragédia em Santa Maria o tempo perdeu o sentido, pois ao invés de curar corações ele trás cada vez mais as lembranças de que pessoas queridas morreram.
É difícil aceitar que sem dar explicações a morte veio e ceifou vidas, tornando futuros promissores em lugares desolados e inóspitos, fazendo a vida de muitos perder o sentido e seus rostos, perder o sorriso.
Esse foi mais um acontecimento que fez o Brasil chorar, um fato inesperado, destruidor de corações, mas o que fazer perante uma situação dessas? Esquecer? Impossível, Lutar por justiça? Não muda o que já passou.
Meu objetivo não é relembrar-lhes o que retirou a alegria de seus corações, mas sim relembrar-vos que devemos honrar a memória das vítimas, pensarmos no que eles gostariam que fizéssemos perante uma situação dessas, a resposta é certa: sejamos fortes.
É nesses momentos que nossas forças são colocadas a prova, que nossas emoções descem ao abismo e nos forçam a reagirmos, porém qual será sua reação?
Este é um exemplo, por mais que gostaríamos que não fosse, de que o destino é capaz de apagar nosso futuro, de que cada segundo é um presente, de que os amigos e familiares devem saber que vocês os ama. Valorize quem está a sua volta, perdoe enquanto pode, sorria e distribua sorrisos, pois o amanhã é desconhecido para todos nós.
Sejam fortes, pois um ente querido só morre quando esquecido por todos, porém a curta vida de quem se foi será lembrada por todos que eram próximos, e seus nomes, no coração do Brasil estará estampado.
Mantenham a fé, a força e a esperança, será difícil, porém são essas a matéria- prima para a reconstrução de um coração em ruínas.
Meus sinceros pêsames a todos aqueles que perderam alguém que amavam.

Nenhum comentário: